Desfibrilhadores para piscinas

Um DAE colocado num complexo de natação ou centro de bem-estar deve, naturalmente, ser à prova de humidade. A resistência à humidade é expressa na classificação IP do dispositivo. Para uma piscina, escolha um DAE com uma alta classificação IP: pelo menos IP-55. Ou seja: à prova de poeira e impermeável.

artigos
Definir Ordenação Decrescente
Ver como
Lista Grelha
por página

Todos os DAE abaixo são adequados para piscinas e outros ambientes úmidos. Além de serem à prova de salpicos, estes dispositivos também são fáceis de usar - para pessoal de emergência formado e não formado.

Perguntas frequentes:

Escolhemos um DAE totalmente automático ou semi-automático para a piscina?

O utilizador do DAE numa piscina provavelmente tem formação em SBV e DAE. Durante o curso de RCP, normalmente pratica-se com um DAE de formação semiautomático, razão pela qual aconselhamos as piscinas a escolher um DAE semiautomático. 

O DAE pode suportar as condições húmidas da piscina?

Um DAE numa piscina deve ser capaz de resistir a salpicos. É claro que não é a intenção de deixar cair o DAE na água, mas a chance de apanhar água é consideravelmente alta. Para piscinas, fizemos uma seleção de desfibrilhadores com uma classificação IP de 55 ou superior. Ou seja, dispositivos à prova de salpicos.

O DAE pode ser conectado à pele molhada?

Um DAE não pode ser conectado à pele molhada. Antes de conectar um DAE a uma pessoa que se afoga, deve secar sempre o peito uma vez que os elétrodos não aderem bem à pele molhada. Como resultado, o ritmo cardíaco não pode ser devidamente analisado e o choque, se administrado, pode ser menos eficaz. A maioria dos kits de primeiros socorros contêm um pano. Caso c ontrário, tome a precaução de incluí-lo você mesmo.

Devemos comprar elétrodos infantis separados?

Numa piscina, o público é muito diversificado. Numa emergência, você quer ser capaz de usar o DEA da melhor maneira possível - adequado ao paciente. Crianças pequenas (<8 anos ou 25kg) precisam de um choque menos potente do que os adultos. Os elétrodos das crianças reduzem essa energia. Então, nesse caso, você precisa de 2 conjuntos de elétrodos: os elétrodos de adulto e elétrodos infantis. Infelizmente, os elétrodos não duram para sempre e ambos os conjuntos têm de ser substituídos a cada x tempo. 

Felizmente, há uma boa alternativa: aconselhamos as piscinas a comprar um DAE com modo pediátrico. Ao utilizar os elétrodos normais e, premindo um botão, o DAE muda automaticamente para o protocolo pediátrico. Não há necessidade de elétrodos pediátricos extra! A maior vantagem: pode agir mais depressa porque não tem de mudar elétrodos. O Mindray BeneHeart C1A e o Medical i-Pad SP1 têm um botão pediátrico, bem como um alto valor IP (resistente à poeira e à humidade).