Desfibrilhadores para clubes desportivos

A paragem cardíaca também pode acontecer durante a prática de desporto por causa de condições cardíacas que são intensificadas durante o exercício. Quanto mais cedo a RCP for iniciada e um DAE conectado, maior a chance de sobrevivência.

artigos
Definir Ordenação Decrescente
Ver como
Lista Grelha
  1. DAE Philips Heartstart FRx semiautomático
    €1.495,00 €1.838,85
    Entrega rápida, 2 a 4 semanas Desde que o nosso fornecedor tenha este produto esteja em stock. Fazemos tudo o que está ao nosso alcance para garantir que este produto possa ser entregue o mais rapidamente possível. Depois de efetuar a encomenda, mantê-lo-emos informado sobre a data de entrega prevista.
por página

DEA adequados para clubes desportivos

Que DAE se adequa varia de acordo com a situação. Um DAE para um clube desportivo deve ser de fácil utilização e resistente à poeira e à água (elevado valor IP). Deve ser capaz de resistir a manuseamentos bruscos. De preferência, o DAE é transportado dentro de uma mala protetora para facilitar o transporte.

Abaixo encontrará uma seleção de DAE adequados para ambientes desportivos como clubes desportivos, ginásios, piscinas, cantinas desportivas, edifícios de clubes que são rápidos de implantar, fáceis de operar, robustos e económicos.

Quem pode usar o DAE no clube desportivo?

Os DAE abaixo indicados são semiautomáticos. Ou seja, o choque é entregue manualmente, com o premir de um botão. Os DAE semiautomáticos são adequados tanto para profissionais como para não profissionais. Para treinadores e atletas, para socorristas formados como para expetadores. 

Um desfibrilhador fornece sempre instruções sobre as ações a tomar em caso de reanimação. Ligue o DAE e inicie a ressucitação cardiopulmonar (RCP).

Perguntas frequentes:

Que DAE é melhor para o nosso clube desportivo?

Primeiro, é importante determinar quem pratica desporto no seu clube. São apenas adultos ou talvez crianças também? Para crianças < 8 anos ou 25kg, recomenda-se o uso de elétrodos infantis. Nesse caso, deve ter um par de elétrodos para adulto e um par de elétrodos infantis. No entanto, ambos devem ser substituídos antes da data de validade. Uma boa alternativa para clubes desportivos é um DAE com modo pediátrico. Ou seja, utilize os elétrodos de adulto e mude para o modo pediátrico premindo um botão. Desta forma, a energia do choque é automaticamente reduzida. Isto acaba por poupar custos. O DAE CU Medical i-PAD SP1 está equipado com um botão pediátrico.

Outro ponto importante é a escolha de um totalmente automático ou semiautomático. Para utilizadores com experiência, um DAE semiautomático é uma boa escolha. É provável que o eventual utilizador não tenha experiência com RCP e com desfibrilhadores? Então, opte por um DAE automático.

Por fim, tenha em atenção as opções de idioma. O DAE DefiSign Life, por exemplo, vem com 3 idiomas, o que é ideal para clubes internacionais!

DAE à prova de chuva para clubes desportivos ao ar livre

Os clubes desportivos que praticam desporto ao ar livre devem utilizar um DAE que possa resistir à humidade a respingos de chuva. Para isso, há que ter em conta o valor IP do DAE. O valor IP indica a resistência à humidade e ao pó. Está à procura de um DAE impermeável para o seu clube desportivo? Em seguida encontrará apenas os dispositivos com uma classificação IP igual ou superior a 55. Os desfibrilhadores DefiSign Life, o Philips Heartstart FRx e o Zoll AED Plus são excelentes opções.

Que armário recomenda para clubes desportivos?

Isso depende do sítio da instalação. O DAE estará na cantina desportiva ou dentro de um pavilhão desportivo? Então escolha um armário de interiores. No entanto, para tornar o DAE o mais acessível possível, aconselhamos sempre os clubes desportivos a pendurar o DAE no exterior. Nesse caso, precisará de um bom armário para exteriores. Um armário externo protege o dispositivo das intempéries e garante uma boa visibilidade. Além disso, o DAE pode ser utilizado por outras pessoas. 

Em caso de emergência, o DAE deve, naturalmente, estar disponível o mais rapidamente possível. Por isso, recomendamos sempre um armário exterior sem código PIN.

Com que frequência devem ser substituídos os elétrodos, a bateria ou o DAE no meu clube desportivo?

A vida útil dos elétrodos e da bateria varia consoante a marca e modelo do desfibrilhador. Em média, os elétrodos duram cerca de 2 anos e a bateria cerca de 5 anos. Sendo que a vida útil de um DAE é de aproximadamente 10 anos, há que substituir os acessórios cerca de 2 vezes. Após uma implantação, é imprescíndivel substituir os elétrodos e possivelmente a bateria, dependendo do número de choques administrados. Recomenda-se verificar o dispositivo regularmente. Desta forma, você de que o DAE está sempre operacional!